A vocação agrícola brasileira costuma ser festejada por empresários e governos, simplesmente porque a agropecuária responde por parcela fundamental do nosso Produto Interno Bruto e do volume global de exportações brasileiras.
         A imprensa e a classe política, no entanto, não costumam contemplar esta área de maneira crítica e desvinculam a questão técnica (pesquisa agropecuária) de aspectos políticos, econômicos e sócio-culturais, comprometendo, desta forma, o debate. Ao mesmo tempo, tem-se privilegiado a agricultura de exportação em detrimento do apoio às culturas alimentares básicas e da chamada agricultura familiar.
         Nosso modelo agrícola está também respaldado na exportação de commodities e no uso intensivo de insumos químicos, bem como na crescente devastação do meio ambiente, como se pode aquilatar pela devastação da floresta e do cerrado brasileiros.
         A comunicação e o jornalismo agropecuário podem contribuir para estimular o debate, refinar os conceitos e, particularmente, mobilizar a sociedade para uma agricultura que esteja sintonizada com o desenvolvimento humano , a preservação da cultura , da sociedade e do meio ambiente.
         A Comtexto estará oferecendo um curso nesta área, cujo programa pode ser conferido clicando-se no botão abaixo:

         O curso de Comunicação, Jornalismo e Agribusiness será oferecido, de início, apenas individualmente, com início ainda não definido. Após esta data, ele será oferecido normalmente, com inscrição a qualquer momento e início de 3 a 5 dias após a efetivação da inscrição. Verifique no menu Inscrição os procedimentos para inscrição.
          O professor responsável pelo curso de Comunicação, Jornalismo e Agribusiness a distância é o jornalista e professor  Wilson da Costa Bueno.

 

 
 

Webdesign e hospedagem por @ms public